Templo de São Paulo completa 40 anos de funcionamento e de bençãos para o povo do Brasil

O Templo de São Paulo foi o primeiro da América Latina e tem abençoado a vida de milhares e milhares de pessoas e famílias.

Comunicado de Imprensa

Dedicado em 30 de outubro de 1978, o Templo de São Paulo tem sido uma benção para os membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias nos últimos 40 anos. Milhares de histórias de fé marcam esse período. São relatos de sacrifício, dedicação e muita perseverança para cumprir a profecia de Malaquias, ao dizer que nos últimos dias, o Senhor enviaria o profeta Elias para converter "o coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos a seus pais"

Em 1978 a Igreja de Jesus Cristo tinha apenas 16 templos em funcionamento no mundo, a maioria nos Estados Unidos. O Templo de São Paulo foi o primeiro templo da América Latina. Anunciado em 1975 durante a primeira Conferência Anual da Igreja realizada no Brasil (no Anhembi), o Templo marcou tanto a história da Igreja, quanto a vida de milhares de membros que viviam no Brasil e nos países vizinhos, que também se beneficiariam com a edificação de uma Casa do Senhor.

A abertura de terra para início das obras só ocorreu um ano depois, em março de 1976 quando centenas de membros se juntaram para limpar o terreno, remover os arbustos, ervas daninhas e bananeiras. O sacrifício continuou quando oitocentos membros doaram do seu tempo para fazer mais de cinquenta mil blocos de gesso compostos de quartzo, fragmentos de mármore e concreto branco para o exterior do Templo.

Além de centenas de voluntários, a construção também exigiu mais de 100 trabalhadores formais que se dedicaram em erigir o edifícios de mais de 5.500m2.

 Hoje, o Brasil conta com o segundo maior número de membros da Igreja fora dos Estados Unidos (1,39 milhão), sendo apenas superado pelo México. Existem seis templos em operação no Brasil, localizados em Campinas, Curitiba, Manaus, Porto Alegre, Recife e São Paulo. Dois templos estão em construção (Fortaleza e Rio de Janeiro), e outros três já foram anunciados - em Belém, Brasília e Salvador.

Em todos o mundo, são 201 templos em funcionamento, anunciados ou em construção.

Exemplos de fé

Nos anos em que era o único templo no Brasil, o Templo de São Paulo inspirou santos de todo o país que faziam verdadeiros sacrifícios para terem a oportunidade de participar de ordenanças sagradas.

Em 1992, por exemplo, uma caravana de 100 membros de Manaus  sacrificaram tudo por uma viagem de 12 dias. A viagem teria sido fácil de avião, mas os membros de Manaus não tinham condições de comprar as passagens aéreas, sendo assim, os líderes da Igreja planejaram uma viagem de barco e ônibus. Cobrindo cerca de 3 mil quilômetros em mais de seis longos dias — na ida e depois de novo na volta — a viagem representava um enorme sacrifício para muitos daqueles membros.

Benedito Carlos Martins foi um dos integrantes dessa caravana. Ele, sua esposa e seus três filhos haviam economizado dinheiro rigorosamente para fazer a viagem e serem selados em São Paulo. Eles viajaram mais de 600 quilômetros de barco, dormindo em redes no convés lotado, mas gratos pelo ar fresco e pelos alimentos. 

Após três dias navegando, o grupo pegou um ônibus. Apesar de cobrirem uma distância muito maior nos próximos três dias, o custo seria alto. Ao longo do caminho, eles pararam em capelas ou em casas de membros da Igreja que haviam preparado alimento para eles.

Seis dias após partirem, os irmãos de Manaus chegaram ao Templo de São Paulo. Nos próximos quatro dias e meio, eles trabalharam no templo, recebendo as ordenanças por si mesmos e por seus familiares. Para muitos, era a realização de um sonho há muito acalentado.

No fim de semana seguinte, eles já estavam a caminho de casa outra vez. Eles refizeram a longa viagem de volta para o norte, chegando em segurança a Manaus dezesseis dias após terem partido, mas eternamente gratos pelo que tinham alcançado.

“Voltei para casa com fé nas ordenanças do templo e um testemunho a respeito delas”, afirmou o irmão Martins, “principalmente da ordenança em que fui selado à minha esposa e aos meus três filhos.”

Outro exemplo de fé foi demonstrado por Suzi Maria Mergel Linares, de 70 anos dos quais 51 como membro da Igreja. Em 1966, 12 anos antes da dedicação do Templo de São Paulo, Suzi ficara órfã de mãe. “Eu estava com 18 anos e fiquei inconsolável por acreditar que nunca mais poderia ter e ver minha mãe novamente”, relembra ela.

Em dezembro daquele ano, Suzi se casou e seis meses depois ela e o marido conheceram os missionários da Igreja.  “Tão logo os missionários nos falaram dos Templos, de que lá nós poderíamos fazer convênios sagrados e nos selar por toda a eternidade, e poderíamos nos selar com nossos pais e os encontraríamos e ficaríamos juntos para sempre”, conta ela com emoção, “adquiri meu testemunho sobre a Igreja”.

O casal foi batizado em 1967. Mesmo sem poder ter filhos por ser diagnosticada como estéril, Suzi Linares dedicou todo seu tempo e talento à serviço da Igreja. Chegou a se comprometer com uma amiga de que guardaria dinheiro para que quando o namorado dela voltasse da missão, os dois casais poderiam viajar para Utah (EUA) e se casar no Templo de Salt Lake, destino comum dos membros da Igreja na época.

“Mas quando completou 1 ano que nosso amigo estava na missão, o Presidente Kimball veio fazer uma conferência em São Paulo. Eu e minha amiga cantávamos no coral, quando de repente o Presidente diz: ‘Teremos um Templo no Brasil e será aqui em São Paulo’. Houve uma explosão de alegria e emoção maravilhosa”, recorda Suzi.

A construção do Templo começou rapidamente e contou com o auxílio de muitos membros voluntários. Suzi entre eles. “Nós íamos quase todos os dias ajudar”.

Seu amigo voltou da missão e o plano da viagem dos dois casais poderia ser colocado em prática, mas os ventos mudaram. “A presidência da Estaca apareceu em nosso ramo e pediu que nós 4 fôssemos para uma sala porque seríamos entrevistados. Fizemos uma oração e então o presidente nos disse: ‘Sabemos que economizaram dinheiro para irem se selar em Salt Lake, mas o Senhor está requerendo que doem esse dinheiro para ajudar na construção do Templo de São Paulo e esperem ficar pronto para que se selem nele´”.

Houve um silêncio total. Nenhum dos quatro jovens imaginaria que um sacrifício tão grande fosse requerido deles. “Então meu marido tirou o talão de cheques do bolso, preencheu uma folha e a entregou ao presidente. Meu amigo fez o mesmo”.

Suzi, seu marido e o casal de amigos continuaram a ajudar na construção. Quando o Templo de São Paulo estava terminando, os membros foram incentivados a doar ouro, prata, cristais, vidros especiais etc. “Não tínhamos basicamente nada, mas no mesmo instante meu marido e eu nos olhamos. Sabíamos que a única coisa que tínhamos de ouro eram nossas alianças de casamento. Tiramos os anéis entregamos”, conta Suzi ao demonstrar mais um exemplo de fé.

E graças a todos esses sacrifícios de tempo, talentos e recursos, em 1978, ano que o Templo ia ser dedicado, Suzi foi contemplada com um verdadeiro milagre. Ela, que até então era estéril, ficou grávida. “Minha filha nasceu em junho e em dezembro estávamos dentro do Templo nos selando e vendo nossa filhinha, toda linda de branco, entrar na sala e ser selada a nós”. A recordação dessa cena faz Suzi se emocionar, mesmo 40 anos depois.  

O segundo milagre aconteceu 10 anos após, quando o casal recebeu a notícia de que teriam mais uma filha. “Amo todos os templos do mundo, mas tenho um amor especial pelo Templo de São Paulo, pois tem um pouco de nós dentro Dele”, testifica.

A história de Suzi ganhou mais um capítulo quando seu pai faleceu. “Pude fazer o selamento dele com a minha mãe e me selar a meus pais por toda a eternidade", superando assim, o abismo deixando com a morte de sua mãe anos antes. "Amo o evangelho e sei que ele é verdadeiro por mim mesma, pois o Espírito Santo me testificou”.

Santos de diferentes lugares do Brasil tem histórias para contar de como sacrificaram tempo, talentos e recursos para frequentarem o Templo de São Paulo. Todo esse sacrifício serviu para fortalecer a fé dos membros da Igreja, que hoje são abençoados com outros templos mais próximos de suas localidades em cada uma das regiões do Brasil.

Aqueles que ainda pertencem ao Distrito do Templo São Paulo contam com uma benção a mais. No sábado, dia 27 de outubro de 2018, a nova Estação Morumbi do Metrô foi inaugurada, ampliando a facilidade de acesso ao Templo. A nova estação da Linha 4 - Amarela fica ao lado do Templo.

 

Oração Dedicatória

O presidente da Igreja na época, Spencer W. Kimball, proferiu a oração dedicatória do templo em 30 de outubro de 1978. Em uma prece fervorosa, nosso amado profeta expressou gratidão ao Pai Celeste por ter revelado, através dos antigos profetas, a necessidade de “construir muitos templos em que as ordenanças são e foram administradas para os vivos e os mortos”. Ele também suplicou por bençãos específicas à nação brasileira.

O presidente Kimball rogou pelos guias políticos locais e globais ao dizer: “Oramos pelos governantes das nações e os governos da Terra, para que as barreiras que agora estão no caminho da expansão de Tuas verdades possam ser removidas e as verdades possam penetrar em todos os cantos da Terra conforme dirigidas por Teu Filho, nosso Salvador, para que toda nação, tribo, língua e povo ouça a mensagem de salvação e exaltação”.

Hoje, 40 anos após essa fervorosa oração, ainda vemos tais bênçãos sendo derramadas. O Brasil é um grande líder mundial em defesa da Liberdade Religiosa e tem sido um solo fértil para o crescimento da Igreja fora dos Estados Unidos.

Sua oração também se estendeu à liderança da Igreja no Brasil: “Oramos a Ti para que abençoe todos os presidências de estaca e missão e bispados. Que eles possam lidar justamente com misericórdia (...) os sumos sacerdotes, setenta e élderes como Tu os chamaste como presidentes, conselheiros, bispos, membros dos sumos conselhos e em todos os ofícios para os quais seu sacerdócio e chamado lhes dá o direito de servir. Abençoe os sacerdotes, mestres e diáconos, para que todos possam desempenhar diligentemente suas partes nos trabalhos gloriosos que forem chamados como portadores do Sacerdócio Aarônico".

O presidente Kimball também solicitou em oração para que preciosos dons de sabedoria, fé e conhecimento fossem derramados sobre todas as irmãs que fielmente servem na Igreja.

Lembrem-se de Teus missionários que estão proclamando as verdades salvadoras reveladas para a redenção do homem aos milhões agora obscurecidos pelas profundas trevas espirituais. Abençoe-os com os poderes do seu ministério”, rogou o profeta.

Os santos da Igreja no Brasil contaram com uma benção especial. “Pai nosso, que a paz habite em todos os lares de Teu Santos. Que os santos anjos os protejam. Que a prosperidade brilhe sobre eles e doenças sejam repreendidas do meio deles. Que sua terra seja frutífera. Que as águas sejam puras e o clima temperado para o conforto e bem-estar do Teu povo”, suplicou ele. Tais palavras são claramente testificadas como verdadeiras na vida de cada membro da Igreja desde aquela época até os dias atuais.

À todos aqueles que adentram as portas do Templo e servem voluntariamente como procuradores, o presidente Kimball orou para que “sintam o Teu poder e sejam constrangidos a reconhecer que Tu a santificaste, que é Tua casa, um lugar de santidade. Hoje dedicaremos este templo santo a Ti, com tudo o que lhe pertence, para que seja uma casa de oração, uma casa de louvor e adoração; que a tua glória possa repousar sobre ela; que a tua santa presença pode estar continuamente nela; para que seja a morada do Teu amado Filho, nosso Salvador; que os anjos que estão diante de Teu rosto sejam os santos mensageiros que o visitarão”.

E com essas palavras de inspiração, o profeta Spencer W. Kimball concluía a Oração Dedicatória do Templo de São Paulo:

Senhor, nós consideramos com sentimentos intensos e indescritíveis a conclusão deste templo sagrado. Por favor, aceite e abençoe com santidade.

Confirmai sobre nós o Espírito de Elias, nós O oramos, para que possamos redimir nossos mortos e também nos conectarmos com nossos pais de volta ao começo em ligações indissolúveis unidas pelo santo sacerdócio.

Pai Todo Poderoso, aumenta dentro de nós o poder da fé, fortalece-nos pelas memórias das gloriosas libertações do passado.

E agora, nosso Pai, nós Te louvamos; nós glorificamos a Ti; nós te adoramos. Dia a dia nós magnificaremos e daremos graças a Ti. Nós Te oramos em nome de Teu Filho, Jesus Cristo, Nosso Salvador, para ouvir estas nossas humildes petições e responder-nos do céu, e aceitar esta casa sagrada e tudo o que se refere a ela e abençoar e proteger. Dedicamo-lo a Ti com todo nosso amor e devoção em Teus propósitos em nome de Teu Filho, Jesus Cristo, amém, amém e amém.”

O Templo de São Paulo ao longo desses 40 anos continua e continuará sendo um local de refúgio e de paz, para milhares de pessoas e famílias. Um lugar sagrado de instruções e inspirações. A Casa do Senhor. Santidade ao Senhor.  

Compartilhe sua história e amor associados com o Templo de São Paulo.

#TemploDeSP40Anos

#AmoOTemplodeSP 

#TemploDeSPMinhaHistoria

Observação de Guia de Estilo:Em reportagens ou notícias sobre A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, por favor utilize o nome completo da Igreja na primeira referência. Para mais informações quanto ao uso do nome da Igreja, procure on-line pelo nosso Guia de Estilo.