Mormon Newsroom
Comunicado de Imprensa

Igreja de Jesus Cristo promove treinamento de reanimação neonatal em Salvador

Em parceira com a Sociedade Brasileira de Pediatria treinamento de reanimação neonatal capacitou médicos, enfermeiros e parteiras da Bahia

Salvador (BA) – Mais uma vez se encerrou a Jornada de Pediatria Neonatal, evento promovido pelo Programa de Ajuda Humanitária de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em parceira com a SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria) e SOBAPE (Sociedade Baiana de Pediatria). Entre os dias 19 e 20 de setembro 251 profissionais, entre médicos, enfermeiros e parteiras receberam treinamento especial para atendimento em emergência neonatal.

A ação serviu para atualizar a capacitação de 100  médicos, 119 profissionais de Saúde e 32 parteiras de diferentes regiões do Estado da Bahia. O treinamento ocorreu nas dependências da capela da Igreja de Jesus Cristo, localizada na Rua Silveira Martins, 460, bairro Cabula, Salvador.

 



Trabalhando com organizações de saúde nacionais e governos em todo mundo, A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias envia médicos e enfermeiros voluntários para troca de experiências em técnicas de reanimação neonatal a equipes que trabalham com partos. O objetivo é aperfeiçoar os profissionais com técnicas que ajudam a salvar a vida de bebês que apresentam dificuldades respiratórias no parto. A perícia do profissional que realiza ou auxilia a realização de partos é fundamental para a manutenção da vida, especialmente nos primeiros minutos após o nascimento.

Por meio dos esforços da Sociedade Brasileira de Pediatria e da Igreja, dezenas de milhares de parteiras, enfermeiros e médicos foram treinados no Brasil nos últimos 20 anos. Os profissionais passam a aperfeiçoar o trato neonatal e, assim, contribuem com a queda significativa da mortalidade infantil em cada região. Após a Jornada de Pediatria, parteiras receberam kits com apostila da Sociedade Brasileira de Pediatria e todos os equipamentos básicos necessários para realizar a reanimação neonatal. Seguindo o mesmo padrão dos anos anteriores, maternidades da Bahia receberão doações de materiais de apoio. Ao todo, mais de dois mil itens entre estetoscópios, balões auto infláveis de silicone, laringoscópios, manequins neonatais, seringas e os mais variados equipamentos foram doados à entidades certificadas.

Assim, Salvador sediou um dos mais importantes eventos de saúde do nordeste brasileiro. No Brasil, a Jornada já foi realizada em Teresina (PI); Guarulhos e São José do Rio Preto (SP), Resende (RJ); Feira de Santana (BA); Recife (PE); Rio Branco (AC); Maceió (AL); em São Luís e em Imperatriz (MA), entre outras cidades. Em 2019, a Jornada aconteceu pela segunda vez na cidade de Salvador.

Anualmente a Igreja dedica esforços para que os treinamentos aconteçam em diferentes países ao redor do mundo. Edições da Jornada de Pediatria Neonatal já aconteceram em muitos países, por exemplo: Albânia, Argentina, Botsuana, Colômbia, República Democrática do Congo, Equador, Egito, El Salvador, Gana, Índia, Jordânia, Líbano, Lesoto, Libéria, Malásia, Mongólia, Mianmar, Namíbia, Nigéria, Paraguai, Peru, Serra Leoa, Tailândia, Turquia e Ucrânia.

Maria José, indígena de uma aldeia Pataxó, viajou 18 horas para participar do treinamento. Apesar de todo o sacrifício para estar no evento, ela declarou ao final do encontro: "Se eu soubesse as coisas que aprendi aqui antes, teria salvado muitas vidas. O conhecimento aprendido será muito importante para nossas comunidades". Ela é uma das 32 parteiras que vieram de diferentes comunidades indígenas (Pataxó, Pataxó-hã-hã-hães, Kiriri, Tupinambá e Tuxá).

Segundo dados do IBGE, o índice de mortalidade infantil na Bahia é de 15,1 óbitos de crianças a cada mil nascimentos (dados de 2017), número considerado alto. A Sociedade de Pediatria aponta que as causas de mortalidade infantil se modificaram ao longo das décadas. Houve crescimento importante das causas perinatais, que são decorrentes dos problemas da gravidez, parto e nascimento que correspondem por mais de 50% das causas de óbito no primeiro ano de vida. A asfixia neonatal foi a causa de morte em 23% dos óbitos neonatais no Brasil nesta década. Conclui-se que o atendimento adequado ao parto por profissionais habilitados, assim como o emprego de técnicas de reanimação padronizadas internacionalmente, pode fazer uma diferença significativa na redução da mortalidade infantil.

                     

Sociedade Brasileira de Pediatria

A ação que será realizada em Salvador será coordenada pela Doutora Patrícia Ribeiro de Oliveira - Coordenadora no Estado da Bahia do Programa de Reanimação Neonatal da Sociedade Brasileira de Pediatria, Professora Adjunta do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia e Membro do Comitê de Prevenção ao Óbito Infantil e Fetal do Estado da Bahia. Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Pediatria, Neonatologia e Terapia Intensiva Pediátrica.

                   

O serviço humanitário

A Igreja de Cristo mantém um programa contínuo de ajuda humanitária com atuação em cerca de 200 países. Por meio de projetos são oferecidas respostas rápidas para auxiliar os mais necessitados, incluindo populações de refugiados, vítimas de grandes desastres, combate à fome e desnutrição etc.

Mais de 10 mil missionários em todo o mundo também auxiliam com serviços sociais, segmento em que a Igreja apoia outras iniciativas mundiais, como doações de cadeiras de rodas e programas de imunização —desde 2002 ajuda a oferecer vacinas para 45 diferentes países.

Em 2018, a Igreja completou 454 ações comunitárias, 87 projetos de respostas a emergências, doação de mais de 10 mil cadeiras de rodas. No ano anterior a ajuda chegou a 97 mil pessoas em 40 países em projeto de tratamento oftalmológico. Ainda treinou 34.600 cuidadores para prestar assistência materna e neonatal em 38 países. Desde 2002 A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias também tem trabalhado em iniciativas para oferecer água potável e saneamento básico em 76 países.

Observação de Guia de Estilo:Em reportagens ou notícias sobre A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, por favor utilize o nome completo da Igreja na primeira referência. Para mais informações quanto ao uso do nome da Igreja, procure on-line pelo nosso Guia de Estilo.