Edições DisponíveisFechar Janela
« Sala de Imprensa
Fechar Janela
Comunicado de Imprensa —  21 Janeiro 2013

Aproximadamente duas mil pessoas visitaram estande da Igreja na Feira ONG Brasil

São Paulo — 

O estande montado na Feira ONG Brasil, com imagens de projetos desenvolvidos em todo o Brasil por A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, através dos Programas Mãos que Ajudam e Bem Estar/Ajuda Humanitária, chamou atenção das cerca de duas mil pessoas que passaram pelo local nos três dias de evento. Esta é a primeira vez que a Igreja participa da exposição, uma ocasião importante para aproximação com diversas organizações da sociedade, fazer novos amigos e articular novas parcerias.

Uma oficina de armazenamento abriu os trabalhos na feira. A irmã Eliana Kawai deu uma palestra de como conservar alimentos. O público levado até o espaço pelo casal Macedo, missionários do Departamento de Assuntos Públicos, e também por outros voluntários que percorriam os setores da Expo Center Norte fazendo o convite, ficou satisfeito e motivado pela palestra. Utilizando seus talentos, Élder Macedo, que é radialista, usou o microfone, foi para o corredor e incentivou expositores e visitantes a prestigiarem a oficina. Assim o espaço ficou quase pequeno.

Uma equipe da Rede Internacional de Televisão (RIT) fez reportagem sobre o assunto. A emissora pode ser assistida pelos canais: 12 da Net, 6 na Sky e 40 pelo canal aberto. Cinegrafistas da Record/Instituto Ressoar também registraram a atividade. Os profissionais disponibilizaram vídeo com as imagens da oficina.

A freira, irmã Albina Stolf atende a terceira idade e moradores de rua na Sociedade das Filhas de Nossa Senhora do Sagrado Coração. Ela participou da oficina e concordou que muito alimento perde a validade se não for usado de maneira adequada. “É uma ótima sugestão para não jogar comida fora”, comentou. No final a irmã recebeu como brinde uma garrafa com alimento armazenado.

Abordado no corredor estava o expositor e coordenador da Ong Samaritano, Caetano de Oliveira Alte. Ele ficou muito interessado pelas informações recebidas. Em seguida visitou o estande da Igreja e ficou impressionado. "É muito importante esse trabalho realizado por vocês. Que bom ter uma instituição como essa disposta em ajudar aqueles que precisam". Caetano e seus colaboradores atendem mulheres vítimas de violência.

No dia seguinte ele mandou e-mail ao Departamento de Assuntos Públicos solicitando parceria para concluir reforma da Casa Abrigo São Francisco de Assis. Na correspondência ainda disse: "É com grande satisfação que venho formalizar nosso contato. A iniciativa do trabalho realizado pelo Projeto "Mãos que Ajudam" com certeza é um diferencial e um incentivo positivo nos dias de hoje. O trabalho social organizado, realizado de uma maneira correta e humanista gera bons resultados. Mais uma vez parabenizo todos os envolvidos no projeto e pela iniciativa de fazer o bem de uma forma correta e profissional através de ações sociais efetivas. Que Deus os abençoe cada vez mais".


Outro contato importante foi com representantes do Instituto Ressoar, que é um braço social da TV Record. A presidente da organização, Ionice Silva aceitou convite para conhecer os programas da Igreja. Ela ficou encantada com os números dos projetos desenvolvidos pela Igreja e colocou-se à disposição para um diálogo de alto nível com o senador Marcelo Crivella, em Brasília, que representa o Ressoar no Senado Federal. Segundo Ionice, o Instituto tem alcançado algum sucesso em grandes cidades onde o Ressoar e Igreja Universal têm atuado. E concluiu: "Mas não com a projeção nacional do Mãos que Ajudam". Ionice achou mais interessante ainda que todas as iniciativas que Igreja de Jesus Cristo faz, não tenham o objetivo de proselitismo.

Durante esse período, num só lugar, a Igreja teve sua imagem pública fortalecida e ficou mais conhecida por pessoas de todo o Brasil. Foram dispostos no local ainda bonecos de reanimação neonatal, cadeiras de rodas, kits para bebês e garrafas com armazenamento, como uma amostra das ações realizadas. Todos que estiveram no estande, sem exceção, saíram de lá com outra ideia a respeito dos 'mórmons' e elogiavam os programas. Alguns que passavam pelos estande diziam admirados: "Como pode uma coisa assim?" Ou: "Vocês fazem tudo com recursos próprios, sem depender de ajuda de governo ou organizações internacionais. Vocês são uma Igreja séria". Ao sair do estande: "Parabéns pelo trabalho!"

O evento também foi uma forma de apoiar a Obra Missionária. Num trabalho coordenado junto ao Presidente Martins, da Missão São Paulo Norte, duplas de missionários revezaram o tempo e participaram da exposição. Faziam contatos e convidavam as pessoas para visitar o estande da Igreja. Também no local, todos os voluntários que lá serviram, distribuíam folhetos sobre o Programa Mãos que Ajudam, sobre armazenamento e finanças e também distribuíam cartões da amizade. Ao todo, mais de 1.600 cartões -“Mundo Feliz” foram distribuídos.

Texto – Janete Monteiro Garcia – Voluntária
Fotos – Nei Garcia; Fabio Nascimento; Janete Monteiro; Robson Lampert e Letícia Godoy

Observação de Guia de Estilo: Em reportagens sobre A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, favor utilizar o nome completo da Igreja na primeira referência. Para mais informações quanto ao uso do nome da Igreja, procure on-line por nosso Guía de Estilo.

Assuntos Relacionados

Propósito de Mãos Que Ajudam

Propósito de Mãos Que Ajudam

O programa mórmon Mãos Que Ajudam reúne os membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e seus vizinhos para realizar serviços comunitários.

Leia Mais »
Mais Tópicos ►